BRASILTURIS JORNAL - Bahia se destaca nos EUA com a capoeira e as esculturas

Bahia se destaca nos EUA com a capoeira e as esculturas


Publicado em 15/10/2012 às 15h49
« Ir para a lista de matérias


Depois de passar por Miami e Dallas, chegou a vez da Bahia se apresentar em Nova York. Em parceria com a Embratur durante workshops,  o Estado ganhou notoriedade com a excelente repercussão da arte de rua, do artista plástico baiano Bel Borba, que realiza intervenções na cidade até a meia noite de hoje, dia 15.

 

O circuito promocional da Bahia nos Estados Unidos, desde a última semana, agradou o mercado turístico local que cobra divulgação dos destinos o ano inteiro. “Precisamos incentivar estas ações. É através da arte e da cultura que o americano se encanta pela Bahia”, afirma o presidente da Associação dos Operadores Brasileiros nos EUA (BTOA), José Gherardi, que agrega mais de 70 membros entre companhias aéreas, operadoras, hotéis e governos.

 

Tanto em Miami, quanto Dallas e Nova York, a capoeira foi o principal fator de aproximação entre os jovens dos dois países. “Temos muitos estudantes que fazem intercâmbio só para se aprofundar e estudar a capoeira na Bahia. Eles aprendem a falar português, cantar e ajudam a disseminar esta modalidade por todo o mundo”, explicou Jelon Vieira, professor de 400 praticantes da luta.

 

De acordo com a diretora da Bahiatursa, Rosana França, em cinco anos a Bahia promoveu para o turismo, 13 eventos nos EUA, incluindo apoios a festivais, workshops e eventos de ampla divulgação internacional.

 

Com a ajuda de companhias aéreas que operam com voos diretos dos EUA para Salvador, como a American Airlines, o Estado se tornou um receptor destes turistas e já recebe mais de 40 mil americanos por ano, segundo a Fipe.  “Trabalhamos muito o roteiro étnico-afro que vai de Salvador ao Recôncavo. Eles se encantam pela cultura e comida”, disse o gerente da American Airlines, Marvin Alvarez. A companhia informou que os voos saem com pelo menos 80% de ocupação para Salvador.

 

O maior agente de viagem nos EUA para o Brasil, João de Matos, responsável também pelo Brazilian Day NY, disse que dos 70 mil turistas que envia para o Brasil, 20 mil vão para a Bahia, atrás da alegria do baiano. 

 

Destaque em Nova York 

 

A arte de rua do artista plástico baiano Bel Borba, contaminou diversos bairros de Nova York, incluindo a maior Avenida, Times Square, onde passam mais de 400 mil pessoas por dia. Projetadas num telão em plena rua, a exposição da Times Square lhe rendeu  ampla visibilidade.

 

Curiosos por saber quem era o artista, que não só estava nos telões da mais badalada área de Nova York, como também ávidos por saber quem era o autor das 13 esculturas de mais de 3 metros de altura colocadas em bairros como o Brooklin, que a maior rede de TV americana CNN exibiu na sua programação detalhes das suas obras.

 

O maior jornal impresso do mundo, The New York Times, publicou em menos de um mês, três reportagens sobre o artista.

 

“A recepção foi incrível e repercussão da minha arte foi acima de qualquer expectativa. Desde 7 de setembro que não paro de trabalhar, mas o esforço valeu a pena. Vejo que a Bahia ganhou ampla visibilidade. Fizemos um trabalho denso e consistente”, comentou Borba que retorna a Salvador dia 20 deste mês.


CO




Separe os emails de seus amigos por ";"


Mais Vistas